Champô seco Tresemmé para todas as ocasiões 

1. Quando tens de acordar cedo e tiveste preguiça para lavar o cabelo na noite anterior.

Acabas de acordar, atrasada e arrependida por não teres lavado o cabelo ontem à noite. Este é o meu estado, tenho a certeza que o teu é muito melhor. Ainda assim, não é aquilo que esperavas.

Lava os dentes, toma café, e veste qualquer coisa. Escolhe um dos dois champôs secos da Tresémme, segue os conselhos da miúda com a tshirt da lagosta (clica aqui) e agradece-me por salvar o dia! (Estou a brincar, não precisas de agradecer, é para isso que eu aqui estou!)


1. When you have to get up early in the morning and you were too lazy to wash your hair the night before.
You just woke up, late and sorry you didn’t wash your hair last night. This is what I look like. I’m sure you look way better. Still, it’s not what you expected.

Brush your teeth, drink your coffee and put some clothes on. Pick one of the two dry shampoos from Tresémme, follow the advice from the girl with the lobster t-shirt (click here) and thank me for saving the day! (Just kidding, you don’t have to thank me. That’s what I’m here for!)

2. Algures na tua vida, num dia perfeitamente normal que tinha tudo para dar certo o teu cabelo resolveu ficar nojento ao fim de umas horas.

Nem foste perguiçosa mas andaste a dar-lhe voltas o dia todo e ele ficou uma lástima. (Tenho a certeza que estás linda na mesma!)

Tens uma reunião, um almoço de família, um lanche com amigas ou até uma tarde a tratar de papelada de um lado para o outro e precisas de um cabelo “praticável” (whatever that means). Solução: Champô seco !


2. It was just a normal day in your life if it wasn’t for you hair. Bad-hair-day!!

It’s not like you were to lazy to wash your hair, you actually did wash it but you probably spent your day touching it every five minutes. (I’m sure you look beautiful anyway!)

But now you have to get ready to a meeting, to a family lunch, to go grab a snack with friends or just to spend a crazy afternoon running errands and you need your hair to be flawless.  Solution: Dry shampoo!

3. Sexta-feira, não há tempo para bad-hair-days! Trabalho, ginásio e jantar com amigos, tudo isto e o dia só tem 24h.

Depois do trabalho e do ginásio só te sobram 30 minutos para te pores pronta para jantar e não tens tempo para lavar o cabelo? You know what to do!
Tem um marvelous-hair-day!


3. Friday, no time for bad-hair-days! Between work, gym and dinner with friends you only have 30 minutes left to get ready for that dinner…
You know what to do!

Have a marvelous-hair-day!

Standard

1 Pair of pants, 2 outfits

1. Keep it simple but cool

Eu sei que o millennial pink vive tempos difíceis em perigo iminente de ver o amarelo roubar-lhe o reinado. E por isso mesmo esta semana vesti o máximo de millennial que me parece aceitável quando fui tomar um café à baixa com a minha fotografa (irmã nas horas vagas). Agora scroll down se faz favor porque esta história não acaba aqui.


I know these aren’t easy days for millennial pink living in imminent danger of seeing yellow taking over its reign. And for this very reason this week I decided to wear as much millennial pink as I find acceptable when I went for coffee downtown with my photographer (part-time sister). Now scroll down if you please because this story does not end here.

2. Dress over pants – YAY or NAY?

Este romance improvável aconteceu de forma inesperada. Experimentei estas calças na H&M e entretanto vesti o vestido por cima. Não porque achasse que fosse uma combinação fabulosa, mas pela parte prática. Tiro a parte de cima, deixo as calças para ficar mais composta e depois tiro as calças para ver como fica o vestido. E no meio desta transição surgiu este look e voilà, este romance improvável revelou-se afinal uma história a três. BIG YAY! “Tenho que levar os dois”, pensei.


This improbable romance happened unexpectedly. I tried these pants on at H&M, and then I wore the dress over it. Not because I thought it was a fabulous combination, just to be more practical. So I took off whatever I was wearing to try on the dress and left the pants on just because, and then I’d take the pants off to see how the dress fits. But in the middle of this transition this look come out and voilà. BIG YAY! “I need both,” I thought.

I’m wearing:
Dress e pants: H&M
Shoes: Gucci
Bag: Companhia das Cestas, Mira
Wallet: Prada

Standard

Para Sempre Vodafone Paredes de Coura

🎶”Adios
Adios to your afternoon
Cause tonight I will be forever
Following the colosseum moon”🎶
– “Adios”, Benjamin Clementine

Day 1:
18 de Agosto, 3º dia da 25º edição de Paredes de Coura
O cartaz anunciava nomes como Young Fathers e Roosevelt no Palco principal, Moon Duo no Palco Vodafone Fm, entre outros. Confesso que nenhum destes nomes me fez sair da praia no Algarve e rumar a norte para ouvir música. Não porque não fossem merecedores de tal, antes pelo contrário, são dignos disso e de muitos mais, mas o meu ouvido leigo encontrava-se em território desconhecido. Honestamente, o que me fez trocar a praia pelo campo foi o burburinho que se ouvia sobre o festival no meio da natureza. Fiz as malas rumo a norte com a certeza de que não me iria arrepender. Assim que entrei no festival li uma promessa, “Para sempre”. Questionei-me se seria a memória deste dia, se seria o festival em si, o ambiente descomedido que pairava no ar ou talvez tudo isto fosse para sempre…

Depois da promessa a música. Lembro-me de estar no meio da multidão a determinada altura, o sol ameaçava deixar-nos enquanto o céu se pavoneava cheio de cores. No Palco Young Fathers e à minha volta parecia que toda a gente compreendia a música, dançavam como se aquele fosse o próprio ritmo cardíaco. E eu… bem, senti alguma inveja, não era a minha língua mas tentei compreender. No meio de uma multidão eufórica foi impossível ficar parada.

A noite caiu, mas antes disso french fries. Saltei de palco em palco, deambulei pelos caminhos do festival e dancei pela noite adentro à descoberta deste território desconhecido…

Day 2:
19 de Agosto, 4º e último dia da 25º Edição de Paredes de Coura
Já não me encontro em terras anónimas. Entro no festival num grupo maior, pronta para mostrar os mágicos cantos recinto. A Golden Hour é definitivamente a melhor hora para estar por lá (Bem… a golden hour é a melhor hora para tudo na vida!) ouve-se uma voz vinda do palco “You’re all so good lookin’”, a multidão cora, “you could all live in LA, you know what they say you only make it in LA if you’re good lookin’…” e depois a música…
🎵”I left my love in San Francisco (that’s okay, I was bored anyway)
I left my love in the room (that’s okay, I was born in L.A.)”🎵

(Ok FoxyGen, you got my attention!)

Nada de French Fries porque não pode ser todos os dias. Alex Cameron já atuava no palco Vodafone FM mas eu provavelmente estava demasiado ocupada a ser feliz para passar por lá (sorry about that). No entanto, não há felicidade nem distração que nos agarre quando Benjamin Clementine sobe ao palco. Fez-me ter vontade de me ter cruzado no metro em Londres enquanto ele ainda não subia aos palcos. Eu sabia que era aqui que eu devia estar dia 19 de Agosto de 2017, só não sabia porquê e naquele momento soube. De repente o anfiteatro natural transformou-se numa espécie de NeverLand, abençoada pelo talento do tímido Benjamin e o Para Sempre passou a fazer todo o sentido. Pensei…

é claro que é Para sempre!

Parabéns pelos 25 anos Vodafone Paredes de Coura e obrigada por esta bela lição musical!


This post will be translated asap.

Standard

Conselhos da miúda com a tshirt da lagosta sobre como aplicar o champô seco da Tresemmé

1. Aplicar o champô a 20cm de distância da raiz, enquanto fazes uma cara de “BITCH this better work!” 2. Massajar muito bem a raiz. Põe a tua happy face e faz a lagosta que está na tua tshirt desejar ter mãos em vez de pinças.3. Escovar o cabelo como se estivesses a gravar um anúncio da Tresemmé e tapar a Lagosta para não lhe dares hipótese de te roubar o protagonismo.4. Admira o teu cabelo com alguma presunção e faz a pergunta ao espelho… “Mirror mirror on the wall who’s the fairest of them all?” (Tapa a lagosta para não haver confusões!)De nada!


  1. Apply the shampoo 20cm away from your roots and make that BITCH-this-better-work-face
  2. Massage the roots. Put on your happy face and make the lobster on your tshirt wish it could have hands instead of tweezers.
  3. Brush your hair as if you were in a Tresemmé comercial and hide the Lobster so it won’t steal your protagonism.
  4. Be vain, admire your hair and ask the question … “Mirror mirror on the wall who’s the fairest of them all?” (Don’t forget to hide the lobster!)

You’re welcome!

 

Standard

Boho is a state of mind!


“Oh sweet adventure, please last forever and keep my heart wild too.”
– AVA.

A Omnia lançou uma coleção Boho na hora certa. No pico de Agosto, o desafio é manter Setembro longe e viver em modo free spirit. Para vos ser muito sincera, não posso dizer propriamente que esteja de férias. Trabalho todas as manhãs, os e-mails não deixam de entrar na caixa de e-mail e precisam de resposta. Isto porque a minha assistente, que continua a ser apenas fruto da minha imaginação, parece que tirou férias vitalícias e tem uma dificuldade crónica que não lhe permite responder aos e-mails. E não, isto não sou eu a queixar-me por ainda não ter tido umas verdadeiras férias OFFLINE. Sou eu a dizer-vos que tenho o melhor trabalho do mundo que me permite estar um mês fora de casa.

Mas trabalho à parte porque este post é sobre vida bohemia e a nova coleção da Omnia! Não quero ouvir ninguém a dizer que o Verão está a chegar ao fim porque ainda tenho muitos raios de sol para apanhar! Obrigada Sienna Miller por nos teres ensinado o significado de Boho-style e obrigada Omnia por esta coleção Boho. já nos estou a imaginar em Ibiza a perder noção do tempo e a dançar ao som do pôr do sol.


Omnia just launched a Boho collection right on time. The challenge is to keep September away and live like a free spirit until the end of the month (at least!). To tell you the truth, I can’t really say I’m on vacation. I’ve been working every morning, emails won’t stop entering my email box. That’s because my assistant, who continues to live just in my imagination went on a lifetime vacation and has a chronic difficulty that doesn’t allow her to respond to emails. And no, this is not me complaining because I haven’t yet had real OFFLINE vacation yet. I’m just letting you know I have the best job in the world that allows me to stay out of town for a month.

But let’s not talk about work because this post is about bohemian lifestyle and the new Omnia collection! I don’t wanna hear anyone saying that summer is almost over to because I still have lots of UV raiys to enjoy! Thank you Sienna Miller for teaching us the meaning of Boho-style and thank you Omnia for this Boho collection. I can picture myself  in Ibiza losing track of time and dancing throught he sunset wearing a all-boho-everything look…

Standard

BELIEVE IN MORE with NIKE

  I like to think of my job as a storyteller but I just realized I haven’t told you my story yet. How did I end up here? How running taught me how to overcome challenges and how I found my life’s role which turned out being so different from everything I dreamed of but even better than I could ever imagine. So here’s my story:

Gosto de pensar no meu trabalho como contadora de histórias mas acabei de me aperceber que ainda não vos contei a minha história. Como é que vim aqui parar? Como é que o desporto me ensinou a superar desafios e como é que encontrei o papel da minha vida, que se revelou, afinal, um pouco diferente de tudo o que sonhei, mas ainda melhor do que aquilo que havia imaginado até então. Esta é a minha história:

Durante anos a minha identidade foi uma coisa que não precisei de procurar, sempre soube quem era, de onde vim e durante muitos anos tive a certeza do caminho que me esperava. Hoje em dia esta última parte tornou-se uma incógnita.

Tudo começa num jantar de família, devia ter uns seis anos e decidi que queria ser atriz. O ponto de partida é uma vontade de contar histórias, alimentada dentro das quatro paredes do meu quarto, forradas a posters e desenhos com cadernos escritos em cada estante e livros que esperavam para ser lidos… Depois disto vem a escola de teatro, uma série de televisão e um ano a viver em Los Angeles. Não seria a pessoa que sou hoje se não tivesse sido aquela criança de seis anos tão obstinada. Mas aos 22 anos a minha carreira de atriz era só um sonho e o destino deixou de ser uma certeza. O que acabou por pôr em causa tudo aquilo que me parecia tão certo até então. Mas eu nunca baixei os braços e não, não sou um clichê, ainda que possa parecer um quando fazes scroll down no meu feed do instagram. Resolvi aprender a fazer outras coisas, interessei-me por temas diferentes e acabei por perceber que talvez ser atriz não fosse a minha forma de contar histórias e procurei ter uma voz noutro lugar. Estas dúvidas levaram-me para a Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e apesar de no primeiro ano achar que tudo aquilo era uma loucura acabei por sair de lá formada quatro anos depois. Tirei um curso de Direito em Coimbra enquanto vivia no Porto, apanhava o primeiro comboio da manhã às 6:50 e a maior parte das vezes era a primeira a sentar-me na sala.

Mas a vontade de comunicar não estava saciada e é nesta fase que surge o melhor trabalho do mundo. Serendipity acontece durante uma manhã de corrida quando decidi criar o blog e descobri em mim vestígios da criança obstinada que fui quando tinha seis anos. Cheguei a casa, sentei-me em frente ao computador e só saí de lá quando o blog estava pronto!

O desporto esteve sempre presente na minha vida, mas foi em 2011 que se tornou uma necessidade. Correr é a minha meditação, é o lugar onde organizo as ideias e onde me encontro, é uma luta da qual sei que vou sair sempre a ganhar e traz-me a serenidade que preciso. É mais do que tudo isto até, quando estou a correr sinto-me capaz de tudo! É uma perfeita analogia para a vida, 1km de cada vez, corro atrás daquilo que quero.

E porque não baixei os braços e nunca parei de correr atrás daquilo que queria, ainda que com algumas adversidades e dúvidas pelo meio, hoje sou uma contadora de histórias. É pouco provável que isto dure para sempre, até porque a determinada altura tornar-se-á desinteressante, mas com certeza encontrarei outra forma de contar histórias. E tu, contador de histórias, corres atrás daquilo que queres? Corres imperativamente atrás dos teus sonhos até perderes o fôlego?

Corre atrás daquilo que queres com a NIKE e clica nos links em baixo para adquirires o teu equipamento já, porque vale a pena correr pelos teus sonhos.

Leggings – NIKE EPIC LUX 2.0
Ténis – NIKE AIR ZOOM PEGASUS 34 
Sports bra – NIKE CLASSIC SWOOSH 
Top – NIKE BREEZE COOL NIKE BREEZE COOL


I like to think of my work as a storyteller but I just realized that I haven’t told you my story yet. How did I end up here? How running taught me how to overcome challenges and how I found my life’s role which turned out being so different from everything I dreamed of  but even better than I could ever imagine. So here’s my story:

I always knew who I was, where I came from and for many years I thought I knew what my future would be like. Nowadays this last part has become unknown.

It all starts at a family dinner. I was around six years old and decided that I wanted to be an actress. The starting point is a will to tell stories. This desire was fed for some many years by a child inside of the four walls of her room, lined with posters and drawings with written notebooks on every shelf and books waiting to be read … After this comes drama school, a TV show and one year living in Los Angeles. I wouldn’t be the person I am today if it wasn’t for that stubborn six-year-old I used to be. But at the age of 22 my acting career was just a dream and my future was no longer a certainty. Which ended up making me having doubts about everything that seemed so right to me until then. I’ve never gave up and NO, I’m not a cliché! Although I may look like one when you scroll down my instagram feed. I started learning new things and got interested in different subjects. And in that moment I realized that maybe being an actress wasn’t the best way for me to tell stories so I decided I would find a place for my voice to be heard somewhere else. These doubts led me to Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra and although in the first year of college I thought that was just a crazy idea I ended up leaving four years later with a Law degree. I took this Law degree while living in Porto (100km away from Coimbra). I got on the first train in the morning at 6:50 am and I was the first one getting to class most of the time.

But the will to communicate wasn’t fulfilled and that’s when the best job in the world comes into my life. Serendipity happens during a morning run when I decided to create the blog and discovered inside of me traces of that stubborn child I was when I was six years old. I got home sat in front of the computer and only left when the blog was ready!

Sports has always been present in my life but it was in 2011 that it became a necessity. Running is my meditation, it’s the place where I organize my ideas and where I find myself, it’s a struggle I know I’ll always end up winning and brings the serenity I need in my daily life. It’s even more! When I’m running I feel like I’m capable of everything! It’s a perfect analogy for life, 1km at a time I run after what I want.

And because I didn’t give up and never stopped running after what I wanted, although with some adversity and doubts in between, today I am a storyteller. This probably won’t last forever because at some point it might become uninteresting but I’m sure I’ll find another way to tell stories. And you, storyteller, do run after what you want? Do you run imperatively for your dreams until you can’t catch your breath?

Run after what you want with NIKE and shop your sports outfit right now, because your dreams are worth to run for. Click the links below to shop.

Leggings – NIKE EPIC LUX 2.0
Sneakers – NIKE AIR ZOOM PEGASUS 34 
Sports bra – NIKE CLASSIC SWOOSH 
Top – NIKE BREEZE COOL NIKE BREEZE COOL

Standard

Lipstick Power

With Pure Color Love From Estée Lauder!

Já vos tinha contado tudo sobre a gama Pure Color Love da Estée Lauder, e até já partilhei convosco as minhas cores favoritas, mas ainda não vos tinha dito como me sinto quando uso cada uma destas cores. Chegou a hora de vos mostrar como é que o meu estado de espírito muda ao longo do dia, como me sinto mais confiante de cada vez que uso um novo tom e como a Estée Lauder traz cor aos meus dias. Proven Innocent, Blasé Buff e Wild Poppy são os protagonistas desta história e cada um destes tons fez sentido em diferentes momentos do meu dia.

Clica play para ficares a par de tudo!


I’ve already told you everything about Pure Color Love from Estée Lauder. I also shared my favorite colors with you but I didn’t tell you how I feel when I use each one of these colors. It’s about time to show you how my mood changes throughout the day, how I feel more confident when I use a new lipstick color and how Estée Lauder brings color to my days. Proven Innocent, Blasé Buff and Wild Poppy are the protagonists of this story and each of these colors made sense at different times of the day.

Click play to get to know everything!

Standard