Anita In The Georgina Chavez World

2015/05/img_8533.jpg
2015/05/img_8502.jpg
2015/05/img_8511.jpg
2015/05/img_8512.jpg
2015/05/img_8513.png
2015/05/img_8516.png
2015/05/img_8514.png
2015/05/img_8515.png
2015/05/img_8518.jpg
2015/05/img_8519.jpg
2015/05/img_8517.png
2015/05/img_8525.jpg
2015/05/img_8521.jpg
2015/05/img_8520.jpg
2015/05/img_8526.jpg
2015/05/img_8527.jpg
2015/05/img_8528.jpg
2015/05/img_8530.jpg

“Large slanted eyes, blushed cheeks and such small lips leaving the deserved prominence to the eyes. There are no words in these images, beauty steals from the words what rightfully belongs to them.”

Dizem que os olhos são os espelho da alma e provavelmente essa é razão pela qual conseguimos ver a alma de Georgina Chavez em todas as suas ilustrações.

Olhos grandes e rasgados, maçãs do rosto coradas e uns lábios tão pequenos que dão o merecido protagonismo ao olhar. Não há palavras nestas imagens, a beleza estética rouba às palavras o que lhes pertence por direito.
Flores, cores, cabelos dignos de princesas da Disney e os vestidos dos sonhos de qualquer mulher. Nestes desenhos podemos ver marcas como Dior, Maison Valentino, Dolce &Gabbana ou Alexander Mcqueen.

Descobri a Georgina Chavez no instagram e apaixonei-me imediatamente pela singularidade das suas peças, longe de imaginar que poderia vir a ser desenhada por ela. O primeiro desenho deste post, longe de ser merecido, foi feito pelas mãos da Georgina, é um Look da Zara que postei há poucas semanas atrás. Na verdade, ela fez uma versão muito melhor de mim própria.
Obrigada por me fazer tão bonita!

Compra aqui ilustrações de Georgina Chavez.


They say eyes are the mirror of the soul and that’s probably why we can see Georgina Chavez soul in her illustrations.

Large slanted eyes, blushed cheeks and such small lips leaving the deserved prominence to the eyes. There are no words in these images, beauty steals from the words what rightfully belongs to them.
Flowers, lots of color, hair worthy of a Disney princess and the dresses of any woman’s dreams. In these drawings we can see brands such as Dior, Maison Valentino, Dolce & Gabbana or Alexander McQueen.

I found Georgina Chavez on instagram and immediately fell in love with her unique work . Although back then I couldn’t imagine I would be drawn by her. The first illustration in this post is a drawing of a Zara Look I posted a few weeks ago done by Georgina Chavez. In fact, she did a much better version of myself. Thank you for making me look so beautiful!

Shop here Georgina Chavez illustrations

Standard

Anita & The Blue Stripes

IMG_6600.JPG
IMG_6587.JPG
IMG_6596.JPG
IMG_6584.JPG
IMG_6585.JPG
IMG_6588.JPG
IMG_6597.JPG
IMG_6590.JPG
IMG_6604.JPG
IMG_6599.JPG
IMG_6602.JPG
IMG_6598.JPG

Se houver uma língua falada pelo estilo será qualquer coisa deste género – há grandes criativos que contam histórias através de peças, intemporais ou efémeras, criadas para viver numa única era, de uma forma tão intensa que se esgotam na sua própria excentricidade, ou para sobreviverem e passarem de geração em geração.

Estou de volta a casa depois de uma semana no paraíso mas não me vou alongar sobre o assunto neste post. Para ler sobre os lugares maravilhosos onde estive nestes últimos dias terão de ficar atentas(os) às próximas histórias.

Na verdade este outfit foi uma espécie de prenúncio dos dias que se avizinhavam. Os tons de azul da camisa envolvidos nos tons da natureza das calças revelam que afinal a moda conta histórias.

Se houver uma língua falada pelo estilo será qualquer coisa deste género – há grandes criativos que contam histórias através de peças, intemporais ou efémeras, criadas para viver numa única era, de uma forma tão intensa que se esgotam na sua própria excentricidade, ou para sobreviverem e passarem de geração em geração. A moda diz-nos em que ano estamos, onde estamos, guiada pelos movimentos artísticos, oprimida por crenças políticas ou religiosas, mas documentada, desejada e usada nos mais marcantes momentos históricos pelas respetivas personalidades que neles se eternizaram.

E com esta convicção parece que, inconscientemente, estes tons fizeram sentido, numa quinta-feira, como previsão de uma bela semana passada na praia.

Tenho vestido:
Camisa: ZARA
Calças: Fusion
Mala: Parfois


I’m back home after a week in paradise but I won’t tell you a thing about it right now, to read about these wonderful places where I’ve been these last days you have to wait for my next stories.

Actually this outfit was kind of a harbinger of the days that lay ahead. The blue shades of the shirt involved in the pants tones of nature reveal that after all fashion tells a story.

If there is a language that style speaks it has to be something like this – There are great designers that tell stories through fashion, timeless or ephemeral fashion pieces, designed to survive in one era in such an intense way that progressively fade out , or to survive thru generations. Fashion tells us what year are we, it’s driven by artistic movements, sometimes oppressed by political or religious beliefs, but it’s documented, desired and used in the most striking historical moments by the most notorious personalities.

And with this conviction it seems that, unconsciously, these shades made sense on a Thursday as a harbinger of a beautiful week on the beach.

I’m wearing:
Shirt: ZARA
Pants: Fusion
Bag: Parfois

Standard

The Wonderful Maximalism of Balmain

IMG_6402.JPG
IMG_6395.JPG
IMG_6394.JPG
IMG_6396.JPG
IMG_6397.JPG
IMG_6401.JPG
IMG_6399.JPG
IMG_6400.JPG
IMG_6398.JPG
IMG_6404.JPG
IMG_6406.JPG
IMG_6403.JPG
IMG_6405.JPG
IMG_6411.JPG
IMG_6409.JPG
IMG_6410.JPG
IMG_6407.JPG
IMG_6408.JPG

“I’m a maximalist and I’m proud of it. I love colours, I love print, I love ornaments, I love architecture, I love bling, I love furs, I love daring. I love sexy. You know, you’re a maximalist when you don’t want to push things down. My emotions in my own life are maximalist.”
– Olivier Rousteing for October 2013 issue Dazed & Confused

A famosa marca Balmain não podia estar em melhores mãos. Em 2011, Olivier Rousteing tornou-se diretor criativo da conceituada linha de roupa fundada por Pierre Balmain.

Olivier apresenta coleções com um sentido de estética soberbo, inspirado pelo legado da marca mas com ideias que inovaram a casa e trouxeram uma nova Balmain, jovem, sexy, maximalista e pronta para conquistar o mundo. Esta é, definitivamente, a minha marca preferida neste momento. Claro que de uma forma utópica, tendo em conta que, gastar 25.000€ num vestido/macacão não está propriamente dentro do meu poder de compra.


The famous and daring Balmain couldn’t be in better hands. In 2011, Olivier Rousteing became the creative director of the well-known clothing line founded by Pierre Balmain.

Olivier presents collections with a superb sense of aesthetic, inspired by the legacy of the brand but with fresh ideas that innovated the house and brought up a new Balmain, young, sexy, maximalist and ready to conquer the world. Right now this is definitely my favorite brand. Of course in a utopian way because I could never spend 25,000€ in a dress!

Standard

Anita 💜s Poppy Delevingne

2015/04/img_5566.jpg
2015/04/img_5569.jpg
2015/04/img_5570.jpg
2015/04/img_5572.jpg
2015/04/img_5571.jpg
2015/04/img_5573.jpg
2015/04/img_5576.jpg
2015/04/img_5578.jpg
2015/04/img_5574.jpg
2015/04/img_5579.jpg
2015/04/img_5580.jpg
2015/04/img_5583.jpg
2015/04/img_5582.jpg
2015/04/img_5584.jpg
2015/04/img_5586.jpg
2015/04/img_5588.jpg
2015/04/img_5587.jpg
2015/04/img_5590.jpg
2015/04/img_5592.jpg
2015/04/img_5589.jpg
2015/04/img_5593.jpg

“I never do anything that doesn’t feel natural to me. I wake up in the morning and I know what to put on – it’s my sixth sense, really.”
– Poppy Delevingne

Modelo, socialite & irmã mais velha da conhecida modelo, Cara Delevingne. Já desfilou para marcas como Shiatzy Chen, Mango, Alberta Ferretti e Burberry. Foi a cara da campanha de Verão da Louis Vuitton em 2012 e é uma das embaixadoras da Chanel.
Quando fiz a minha pesquisa sobre a Poppy encontrei alguns detalhes que reconheci como indentidade do estilo da Sienna Miller, curiosamente, vim a descobrir que as duas dividiram um apartamento em Nova York, portanto, está explicado!
Poppy é 1,78m de inspiração e a minha semana acabou de ficar mais animada!


Model, socialite & Cara Delevingne’s older sister, she has modeled for brands such as Shiatzy Chen, Mango, Alberta Ferretti and Burberry. She became the face of Louis Vuitton summer campaign in 2012 and she is also a Chanel ambassador.
When I started my research on Poppy I found details in her looks that I recognized from Sienna Miller’s style, well I have found out that these two have shared a flat in New York.
Poppy is 1,78 m (5ft10) of inspiration and my week just got more exciting!

Standard